sexta-feira, 9 de março de 2012

Frustração pela minha infelicidade

Às vezes ficamos perdidos,um pouco indecisos e agimos sem pensar,fazemos coisas que jamais imaginariamos fazer e nos surpreendemos quando percebemos o rumo que tomamos.
Quem sabe o que o futuro reserva ou o que precisamos para realmente alcançar a felicidade?
Em uma manhã acordamos e notamos que não somos mais adolescentes,passaram-se anos,porém sua cabeça não se adaptou com todas as mudanças no seu corpo,na sua vida,no seu relacionamento com os outros.
A felicidade é relativa,cada um vê de uma forma e a busca por diferentes caminhos.
Passei muito tempo ouvindo que o que eu estava fazendo era errado e que eu não seria feliz se optasse pelo caminho que pretendia e mais uma vez "fui" pela opinião dos outros,porém cansei!
Eu sempre quis ouvir o que meu coração dizia e lutar por ele,mas não foi o que fiz.
Caminhei por lugares que me distanciaram de mim e me fizeram abandonar minha essência,meu jeito era minha maior qualidade.
Enfim,fui a favor de todos e contra mim e hoje vivo frustrada,imaginando como estaria atualmente se eu buscasse aquilo que realmente me fazia bem,mas que todos achavam que não era o melhor para mim.
Agora vivo sozinha todos aqueles que influenciaram em minhas decisões não estão mais aqui e eu sei que só eu posso me socorrer,mas como?
Quando eu vou criar coragem para enfrentar o que me prende e tirar as algemas que prenderam minha razão e me impediram de soltar todos esses loucos pensamentos que tenho tão ocultos em uma face irreal e totalmente incompatível com tudo o que acho certo.
Eu sou dona da prisão dos meu sonhos e sou culpada por minha falta de atitude,sou responsável por toda essa sanidade que me impede de ousar e enfrentar a mim mesma,colidir todas essas informações de desejos que trago ocultos.
Minto para mim e acredito nas minhas mentiras,pensando que será mais fácil,porém cada dia fica mais difícil.
Eu acredito superficialmente que dessa maneira serei feliz.Mas quem é feliz assim?

(TEXTO: ERCÍLIA WIENCE - Escrito em 04/06/10)

Um comentário:

  1. Esse texto eu escrevi porque não entendia todas as mudanças na minha vida,o que mais me entristecia era saber que todos aqueles que davam palpites(e eu seguia os palpites)me deixaram de lado quando eu precisei,isso me fez entender que se você for pela opinião dos outros para agrada-los não vai fazer diferença,eles não vão mudar a vida por vcs,por isso siga aquilo que seu coração fala.Eu fiz isso,hoje estou mais solitária,mas muito mais feliz!

    ResponderExcluir

Obrigado pela visita, sua opinião é importante!
Seja educado naquilo que deseja expressar.
Obrigada.